O curso de Animação da UFSC foi criado no ano de 2015, tendo a primeira turma ingresso em 2016.1. Porém, sua história teve início no ano de 2009, ano em que foi criado o curso de Design de Animação. Foi proposto a partir de um estudo sobre a oferta e andamento do curso de Design – área de formação Animação.

Matéria no Ndonline: http://www.ndonline.com.br/florianopolis/plural/298771-com-tecnologia-e-boa-infraestrutura-ufsc-abre-em-2016-a-graduacao-em-animacao.html

A animação da UFSC vai contar com estúdio de captação de imagem e som, aparelhos tecnológicos que fazem captura digitalizada de movimento, scanner e impressora 3D em alta resolução, máquina de corte em laser, equipamentos para renderização e câmeras cinematográficas RED que capturam imagens em alta resolução 4K – as mesmas utilizadas em Hollywood. “A captura de movimento para animação 3D exige um investimento alto. Não é qualquer estúdio que tem os equipamentos necessários, e nós temos”, observa o professor Milton Luiz Horn, 55, coordenador do DesignLab, laboratório de apoio tecnológico que existe desde 1994. (texto: Marciano Diogo – twitter.com/marcianodiogo)

Aluno de game design André Amorim testa roupa com pontos para captação de movimento

Aluno de game design André Amorim testa roupa com pontos para captação de movimento

Aluno de game design André Amorim testa roupa com pontos para captação de movimento

Aluno de game design André Amorim testa roupa com pontos para captação de movimento

UFSC - curso de animação - vestibular

Aluno de game design André Amorim testa roupa com pontos para captação de movimento

Aluno de game design André Amorim testa roupa com pontos para captação de movimento

Aluno de game design André Amorim testa roupa com pontos para captação de movimento

Aluno de game design André Amorim testa roupa com pontos para captação de movimento

Aluno de game design André Amorim testa roupa com pontos para captação de movimento

Aluno de game design André Amorim testa roupa com pontos para captação de movimento

Gustavo Bohs, André Amorim, Nilton Luiz Horne e Paulo Luna

Gustavo Bohs, André Amorim, Nilton Luiz Horne e Paulo Luna

 

Texto: http://vestibular2016.ufsc.br/animacao/ ou http://animacao.ufsc.br/

O curso de Animação da UFSC foi criado no ano de 2015, tendo a primeira turma ingresso em 2016.1. Porém, sua história teve início no ano de 2009, ano em que foi criado o curso de Design de Animação. Foi proposto a partir de um estudo sobre a oferta e andamento do curso de Design – área de formação Animação.

No ano de 2014, um grupo de professores iniciou estudos com o intuito de reestruturar o curso de Animação. Concluiu-se que, apresentado como uma das áreas de atuação do Design, a Animação estava perdendo expressividade. Assim sendo, no primeiro semestre de 2015 foi criada uma comissão para a realização de um estudo mais aprofundado com o intuito de reestruturá-lo.

A formação em Animação, no nível de graduação universitária com duração média de três anos e meio, capacita profissionais para projetar, desenvolver e implementar produtos audiovisuais utilizando diferentes técnicas de animação.

O curso de Animação atende uma área em franco crescimento, impulsionada pelo rápido e consistente desenvolvimento da tecnologia, especificamente de mídias visuais, podendo ser aplicado a diversas situações (2D e 3D) e suportes. Trata-se da aplicação parcial e/ou total de movimento a produções em mídia visual. No caso específico desta modalidade, cuidará do processo de desenvolvimento de animações, utilizando técnicas e ferramentas próprias para esta finalidade.

O profissional de Animação se diferencia atualmente no mercado por dominar, no âmbito conceitual e técnico, a produção voltada aos meios tradicionais, assim como as novas tecnologias informatizadas e digitais, atualmente imprescindíveis.

Além de atuar como profissionais autônomos, em escritórios próprios ou em situações mais abrangentes e complexas que exigem maior aprofundamento técnico em áreas afins (informática, engenharia, comunicação, etc.), o animador atua também como membro de equipes interdisciplinares de projeto, contribuindo com visão abrangente e ação articuladora e atuando diretamente na geração de conceitos de solução e no projeto/desenvolvimento dos elementos formais e de comunicação envolvidos.

A matriz do curso conta com disciplinas teóricas, que dão suporte aos projetos, proporcionando aos estudantes uma formação sólida e condizente com a academia e o mercado. (figura 1)